We change: Como nosso rebranding nos fez mudar para além da marca.

Convidar as empresas a reverem sua cultura é o nosso trabalho. Mas o que aconteceu quando nós fomos convidadas a rever a nossa?

Ao longo dos 8 anos de existência da Sensorama, ela mudou. A abordagem que antes era mais direcionada a produto se tornou mais complexa, abarcando estratégias de negócio, entreprise, cultura de UX e employee experience. Sentimos que o branding precisava acompanhar o amadurecimento que já havia se dado na prática. Os grandes projetos e empresas atendidas já nos colocavam como uma consultoria especializada em pesquisa e estratégia. Como fazer esse posicionamento chegar a ainda mais negócios e pessoas?

Versão anterior do nosso logotipo.

Da mesma forma que muitos clientes começam a sua jornada conosco, ao perceber a complexidade do desafio que se apresentava para nós, o primeiro passo foi procurar um parceiro estratégico para nos guiar naquilo que seria um intenso e interessante processo de autoconhecimento, que envolveu empresas que já contrataram nossos serviços, nosso time e outras pessoas que já passaram por eles. E, é claro, nossa liderança. Nos vimos, então, na posição que os nossos clientes ocupam nos projetos que executamos e isso nos trouxe diversos insights.

Insights da dinâmica realizada pela MOVE.

Olhar para dentro nem sempre é confortável

Em um primeiro momento sentimos medo. O que aquilo que viria como resposta às perguntas feitas pela consultoria iriam dizer sobre a nossa liderança? Não levar para o pessoal é um desafio. Como designers, precisamos desapegar do desenho de uma marca que fomos nós que criamos. Isso exige abertura e a compreensão de que a mudança faz parte dos negócios. Com isso, revimos nossa própria cultura.

Nossas expectativas nem sempre se realizam

E isso acontece para melhor ou para pior. No nosso caso, quando os resultados da pesquisa vieram, o receio de sermos expostas foi dissipado. Inclusive sentimos falta de críticas. Muitos dos pontos trazidos por nossos clientes eram convergentes com o nosso propósito, como a nossa capacidade de resolver problemas complexos e o apoio que damos aos clientes para tornar as empresas menos burocráticas.

Lacunas no processo podem gerar ansiedade

Nossa posição de “consultoria recebendo consultoria” nos colocou em uma posição onde, para além do objetivo declarado do projeto (que era o reposicionamento da nossa marca), pudemos rever outras questões dos nossos próprios processos. Por exemplo, durante a fase de pesquisa ficamos três semanas sem receber informações sobre o projeto. Bom, nós também não reportávamos aos nossos clientes durante a fase de pesquisa. O estranhamento virou aprendizado: inserimos relatórios semanais nas etapas de pesquisa para que os nossos clientes possam acompanhar de forma progressiva a evolução do trabalho.

Branding não é identidade: é voz

A análise das pesquisas realizadas fez toda a diferença e nos ajudou a compreender que não era uma mudança de identidade. Nós somos o que somos, fazemos o que fazemos e a partir desse processo em parceria com a MOVE fomos capazes de nos conhecer ainda melhor para chegar na forma mais genuína de transmitir isso por meio da nossa marca, do nosso comportamento e nossa visão de futuro.

Nossa nova marca.

O resumo veio em uma frase: Inspired by People.

Se há algo que se manteve constante nos últimos 8 anos foi a centralidade que as pessoas têm para o nosso trabalho. Ao colocar os usuários no centro a partir da lente do design e da inovação conseguimos ver o mundo e as oportunidades de negócio tais como são: complexos, imperfeitos, impermanentes e diversos.

Foram criadas ilustrações para dar apoio à marca.

Ouvir as pessoas nos inspira a criar novas formas mais criativas, inovadoras e eficientes de trabalhar. Sermos ouvidas nos transformou e com isso foi consolidado o desejo de compartilhar conhecimento. Nosso conhecimento é coletivo. É um conhecimento inspirado pelas pessoas.

Na publicação da Sensorama no Medium — a Inspired by People — a partir de hoje você entra em contato com as muitas vozes que fazem coro ao nosso propósito: o nosso time. Cases e insights sobre UX Design, Service Design, Inovação e, é claro, Pessoas.

We are a UX Design & Service Design team who wants to make business human again. We are inspired by people.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store